Keri adverte sua versão mais nova a nunca cortar o cabelo em Felicity


Na quarta-feira da semana passada (23), Keri Russell teve a oportunidade de dar um conselho para seu antigo “eu” no talk-show Late Night with Seth Meyers. No vídeo, ela adverte sua versão mais nova a nunca cortar o cabelo na segunda temporada de Felicity, onde interpretava a personagem título. O corte é um dos acontecimentos mais emblemáticos da televisão estadunidense e causou muita repercussão negativa na época.

“Olá, pequena Keri. Sou eu, a Keri mais velha. Sua vida será tão emocionante, mas não importa o que faça, não corte seu cabelo curto na segunda temporada de Felicity. Não, eu estou falando sério, as pessoas vão enlouquecer. Você vai receber mensagens de ódio, vai receber até mesmo ameaças de morte. Mas, aos poucos, seu cabelo vai crescer de volta e seus fãs vão te perdoar. Mas você nunca vai – e repito, nunca – perdoar seus fãs. E você irá aprender uma valiosa lição: nunca confie em ninguém”.

Assista abaixo ao vídeo:


Photoshoot e scans da reunião de Felicity


Conforme publicado anteriormente, o trio protagonista de Felicity (1998-2002), formado por Keri Russell, Scott Speedman e Scott Foley, fez a primeira reunião oficial da série para a revista Entertainment Weekly. Clique nas miniaturas abaixo para visualizar fotos e scans da publicação em nossa galeria.

Photoshoot


Scans


Os segredos por trás das cenas de Felicity


De 1998 a 2002, o público estadunidense estava acompanhando as aventuras universitárias de Felicity Porter, quando ela encontrou o amor, aprendeu sobre a vida e fez uma das maiores mudanças de cabelo em toda a cultura popular. O drama sobre a passagem da adolescência para a vida adulta foi o primeiro projeto do produtor e diretor J.J. Abrams na televisão e o trabalho que lançou Keri Russell para a fama. Você sabe tudo o que há para saber sobre Felicity, Ben, Noel, Julie, Elena, Meghan, Sean e o resto do time da Universidade de Nova York? As informações abaixo sobre os bastidores da série irão te deixar por dentro do que estava acontecendo.

Abrams queria que Felicity fosse a estrela de Alias
O criador J.J. Abrams ficou frustrado com as limitações nas histórias que ele poderia escrever para Felicity e começou a deixar sua mente vagar para ideias mais radicais, como Felicity acabar se tornando uma espiã. Obviamente, ele não poderia explorar isso em seu drama sobre relacionamentos universitários, então ele criou sua nova série, Alias. O canal WB também achou que a mudança de foco de Abrams para Alias foi o que causou a queda de audiência de Felicity em sua quarta e última temporada.

Brinde de Sean no casamento do episódio final foi verdadeiro
Greg Grunberg, que interpretou Sean Blumberg, estava realmente falando com seus colegas de elenco quando seu personagem fez um brinde no casamento de Noel, no último episódio da série. Ele sabia que a música de Sarah McLachlan estaria cobrindo suas palavras na edição final, de modo que Grunberg aproveitou o momento para agradecer Keri Russell, Scott Speedman e Scott Foley por seus trabalhos.


NYU não
Embora programas como Friends, Gossip Girl, NYPD Blue e outros tenham recebido permissão para usar o nome da New York University, a universidade a negou para Felicity, afirmando que temiam que a série retratasse temas atrevidos demais para estarem associados com o nome da instituição. É por isso que a universidade do drama é chamada de University of New York em vez disso.

O corte assassino
Uma das imagens mais icônicas de Felicity era o cabelo longo e encaracolado da protagonista. Depois de uma temporada assim, Keri Russell brincou com os produtores enviando-lhes uma foto de si mesma com uma peruca de cabelos curtos. A equipe criativa se assustou, mas depois decidiu que seria uma boa decisão para a personagem, então Keri teve o seu cabelo cortado na vida real. A queda de audiência no início da segunda temporada foi, em grande parte, atribuída ao corte de cabelo.



O guarda-roupa de inspiração
O estilo Nova York de Felicity foi inspirado pelo clássico filme de Woody Allen, Annie Hall. Assim como Diane Keaton neste papel, Keri usaria uma boa quantidade de roupas masculinas que seriam ligeiramente alteradas. Uma vez que Keri teve uma sensação sobre a maneira de se vestir, ela se tornou uma defensora do que sua personagem deveria trajar, recusando-se a usar esmalte de unhas, acessórios de cabelo ou algumas peças de jóias, visto que eram muito extravagantes para Felicity.

A verdadeira Sally
Vários episódios de Felicity se encerraram com a nossa protagonista ouvindo fitas cassete enviadas para ela por sua mentora e tutora de francês do ensino médio, Sally. Através dessas fitas, temos uma imagem clara do que está acontecendo na cabeça de Felicity. Sally nunca foi vista em pessoa, mas o público pode reconhecer sua famosa voz – ela pertence a comediante Janeane Garofalo.

As conexões românticas
Pelo menos dois romances passaram da tela para a realidade graças a Felicity. Keri Russell e Scott Speedman namoraram durante um período da série, enquanto Scott Foley casou com Jennifer Garner, que ele conheceu quando ela interpretou sua namorada Hannah na primeira temporada.



Fonte adaptada


J.J. Abrams revela suas primeiras impressões sobre Keri Russell


J.J. Abrams é um homem ocupado atualmente com o sétimo filme da série Star Wars. No entanto, ele conseguiu um tempo para falar à revista Entertainment Weekly sobre suas primeiras impressões quando ele, como co-criador e produtor executivo de Felicity, escolheu Keri Russell para interpretar a personagem-título de seu drama adolescente.

“Keri era claramente bonita demais para interpretar Felicity. Esta era para ser uma garota extremamente tímida, com poucos amigos e sem namorado, essencialmente, nunca. Mas Keri era tão surpreendentemente engraçada e qualificada que, de alguma forma, nos fez acreditar que esta menina poderia ser assim porque ela não tinha percebido como ela era bonita”.

Fonte adaptada


Estrelas de Felicity se reúnem pela primeira vez (em uma cama) para a EW


Scott Speedman não consegue encontrar suas calças. O ator corajosamente trocou suas roupas por um pijama para saltar para a cama com seus colegas de elenco, Keri Russell e Scott Foley. Esta é a primeira vez que o trio está na mesma sala desde que o drama do canal WB foi finalizado em 2002. As risadas continuam quando os atores se acomodam em um sofá próximo. Speedman – que não conseguiu localizar suas calças – se senta apenas de camisa e cueca boxer preta. “Scott Speedman está apenas de cueca”, narra Keri. Foley, com um largo sorriso: “Mantendo as coisas agradáveis e frescas, hein, amigo?”. Speedman responde com um escolher de ombros despreocupado.

Criada por J.J. Abrams e Matt Reeves, Felicity mostrou a história de Felicity Porter (Keri) que, por um capricho, desiste dos estudos preparatórios de medicina planejados por seus pais para seguir sua antiga paixão de ensino médio, Ben Covington (Speedman), na Universidade de Nova York. Antes dos adolescentes se dividirem entre Time Jacob e Time Edward, houve o épico triângulo amoroso de Felicity, ao longo de seus anos de faculdade, com seu consultor residente, o sério e estudioso Noel Crane (Foley), e o sonhador mas ainda emocionalmente complicado, Ben.

O drama foi ao ar entre 1998 e 2002, capturando a angústia do final dos anos 90 e início dos anos 2000, que esculpiu um lugar permanente no coração dos fãs. “As pessoas ainda vêm até mim, me dizem o quanto gostam de Scandal e acrescentam: ‘Mas eu sempre fui Time Ben'”, diz Foley. O inverso acontece com Speedman em relação ao Time Noel? Ele dá o seu melhor sorriso de Ben Covington e responde: “Não”.

Abaixo, está um trecho da entrevista com o trio para a publicação.

Em suas primeiras audições:
KERI RUSSELL: Havia tantas garotas esperando para fazer a audição, que eu me perguntava: “Posso ir embora?”. Eu recebi alguns retornos e, em seguida, tive um teste e engasguei. Sou péssima em audições. Sou tímida e nervosa. Então eu saí e o J.J. e o Matt me seguiram e disseram: “O que aconteceu? Você tem que voltar – você está muito nervosa”. Eu estava tipo: “Esta sou eu. Sejam bem-vindos à minha vida!” (risos). Eles me puxaram para dentro da sala de cópias – eu me lembro que havia vários pôsteres da Família Wayans – e J.J. me contou piadas e me acalmou. Ainda não acredito que eu tenha sido incrível, mas eles me deixaram fazer a minha parte.

SCOTT SPEEDMAN: Sim, eles deixam. Isso foi caridoso! Eu estava em Toronto após desistir da escola de teatro e eu estava dormindo no sofá da minha mãe. Alguém me mandou o roteiro e eu não quis lê-lo. Eu estava em um momento estranho da minha vida, eu só não queria fazer uma série de televisão, por mais estranho que isso pareça. Um agente ligou para a minha mãe e disse a ela que eu tinha que ler o roteiro. Então, eu li. E eu amei. Sinceramente. Foi um daqueles momentos em que você lê alguma coisa e aquilo parece absolutamente certo para você neste momento da sua vida. Eu fui até a locadora com uma amiga, que leu a parte de Felicity comigo, e fizemos uma fita. A próxima coisa que percebi é que eu estava em um avião.

SCOTT FOLEY: Eu tinha feito a primeira temporada de Dawson’s Creek e o diretor de elenco sabia quem eu era e me chamou para ler o roteiro para o papel de Ben. Então eu li para o papel de Noel. Eles me chamaram de volta para o Ben e eu testei essa parte duas ou três vezes. Eles me escalaram como Ben. Eu tinha acessórios de guarda-roupa e mesas de leitura e tudo mais e então J.J. e Matt disseram: “Ei, nós encontramos alguém que pensamos ser um ótimo cara para interpretar o Ben”. Eu disse: “Eu sou o Ben!”. Eles perguntaram se eu estaria interessado em interpretar Noel em vez disso, e eu estava tão feliz de ter um trabalho que eu aceitei. Speedman apareceu com um pino de segurança em sua camiseta e eu disse: “Vocês estão certos. Ele é perfeito para o Ben”.



Clique na miniatura abaixo para visualizar a foto em seu tamanho original.



Fonte adaptada


Entertainment Weekly reúne atores de Felicity em publicação


Para comemorar seu 25º aniversário, a revista Entertainment Weekly reuniu, em uma edição especial, os elencos mais memoráveis da história da cultura popular norte-americana. Entre eles, está o da série Felicity, composto por Keri Russell, Scott Speedman e Scott Foley, que interpretaram o triângulo amoroso que dividiu torcidas no final dos anos 90.

Esta é a primeira reunião oficial dos atores na mídia, logo é um presente para todos os fãs que acompanharam, durante quatro temporadas, a trajetória da sonhadora Felicity Porter na Universidade de Nova York e vibrou com seus dramas e paixões. Clique na miniatura abaixo para visualizar a capa da revista em seu tamanho original.